Trabalhos de campo – setembro e outubro, 2018

Nos últimos dois meses fizemos muitos trabalhos de campo com as turmas do Ensino Fundamental das unidades Tijuca e Recreio. Essas são oportunidades dos alunos terem maior contato, na prática, com conteúdos trabalhados em sala de aula. Veja aqui o que ocorreu.

No dia 3 de setembro os alunos 8º ano do Palas, unidade Tijuca, fizeram uma visitação à Fazenda Ponte Alta – autêntica fazenda histórica do Brasil Império, situada na Rua Silas Pereira da Mota, s/nº, Barra do Piraí. Este projeto cultural foi elaborado especialmente para enriquecer os conhecimentos adquiridos nas aulas de História e Geografia.

A escolha desta atividade teve como principais objetivos perceber, durante o deslocamento, os municípios percorridos; reconhecer a importância econômica cafeeira no Brasil no século XIX e suas principais características; observar e caracterizar o ambiente das fazendas de café; discutir a presença e a importância da mão-de-obra escrava no contexto da época; identificar e comparar a ação do homem na modificação da paisagem natural; conhecer o percurso das plantações de café no Brasil, identificando a região do Vale do Paraíba.

O mesmo passeio foi feito pelo 5º ano do Palas Recreio, no final de outubro.

No dia 13 de setembro as turmas de 7º ano, Tijuca, fizeram uma atividade de campo na praia de dentro da Fortaleza de São João, na Urca, que propunha uma interação das áreas de Ciências Naturais, Geografia e História.

Na parte das Ciências Naturais, o roteiro trabalhado teve como objetivos caracterizar a vida no ambiente aquático marinho; identificar os principais representantes da fauna e flora marinha; observar os animais invertebrados e vertebrados que habitam o ambiente aquático marinho; compreender as adaptações morfofísicas dos organismos aquáticos (respiração, reprodução, digestão e locomoção); perceber algumas relações ecológicas existentes no ambiente aquático marinho; e constatar o impacto ambiental decorrente da ação humana na orla da Baía de Guanabara.

Em Geografia, era necessário identificar os diferentes acidentes geográficos presentes na paisagem; e compreender o processo de formação de praias e dos elementos do costão rochoso. Por fim, relacionado à História, era preciso compreender o elemento estratégico que determinou a Fundação de São João; e identificar o estilo arquitetônico de uma Fortaleza.

Em setembro, as turmas de 2º ano da Tijuca foram ao AquaRio – o que foi feito pelas turmas de 1º e 2º ano da unidade Recreio em outubro.

O 3º, 4º e 5º anos das unidades Tijuca foram ao Pão-de-Açúcar. No mês seguinte, os 3º e 4º anos do Palas Recreio fizeram o mesmo passeio para complementar os estudos em sala de aula.

A turma 91 do Palas Recreio fez um trabalho no Centro do Rio de Janeiro, com a professora de História. Eles visitaram o Monumento dos Pracinhas e o Palácio do Catete, para enriquecer os conteúdos dados em sala de aula.

Todos os alunos aproveitaram muito a atividade! Aprender assim é muito mais fácil!

Comente esta matéria.

Você precisa estar conectado para inserir um comentário.