11ª Feira de Profissões

A 11ª Feira de Profissões do Colégio Palas aconteceu no dia 23 de julho na unidade Conde de Bonfim. Com 72 palestras com profissionais de diversas áreas, o intuito da feira é dar informações aos alunos do 9º ano e Ensino Médio sobre as profissões, oportunidades de atuação e mercado de trabalho, para que eles tomem decisões mais conscientes sobre seu futuro acadêmico e profissional.

Uma das primeiras palestras foi sobre História com o ex-aluno e monitor do Palas, Carlos Eduardo Maroja Jaccoud. Ele falou sobre a vida acadêmica em história e sua experiência em ser pesquisador e professor; e instigou os alunos ao perguntar “por que Hitler perdeu a guerra?”. Segundo ele, não há uma resposta certa. Cada historiador é uma pessoa com uma trajetória diferente, que tem uma visão e uma teoria, mas todas as teorias juntas formam um cenário muito bom para entendermos o que aconteceu no passado.

A ex-aluna e jornalista Juliana Cariello Machado explicou sobre todo o processo de produção de uma matéria, desde a criação de uma pauta jornalística até a edição no jornal ou revista. Ela explicou que o editor decide em qual página entra a matéria, em qual lugar da página, entre outras funções; e falou sobre a diferença entre jornalismo impresso e audiovisual.

Altair Ferreira Filho, do IBMEC, fez palestra sobre Engenharia de Produção e explicou de que forma ela se difere das outras engenharias (é o engenheiro que pensa o projeto do processo de produção). Segundo ele, hoje esse é o engenheiro mais procurado pelo mercado.

Mas como saber se Engenharia é o carreira certa? Altair fez duas perguntas: “quando você era pequeno, você desmontou alguma coisa para ver como era e montou de novo, mas sobraram algumas peças e o aparelho não funcionou mais?”; e “você vê o seriado The Big Bang Theory e acha aqueles nerds legais?”. Se as respostas forem “sim”, então você deve levar jeito para Engenharia!

Uma das palestras mais concorridas foi a de Denise Gutman sobre Perícia Criminal, com ênfase em Química. Afinal, quem nunca assistiu a seriados americanos como CSI e se interessou pelo o que os peritos fazem? Segundo ela, “não existe crime perfeito, todos deixam vestígios e indícios”. Ela é Bacharel e Licenciada em Química pela UFF, e Perita Criminal da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro.

Todos os métodos da perícia são baseados em processos científicos. Os peritos são contratados através de concurso público e podem ter formação em Engenharia (qualquer engenharia), Química, Farmácia, Biologia, Veterinária, Física, serem contadores ou profissionais de informática. Cada um cuida de vestígios diferentes, de acordo com suas habilidades. Os aprovados no concurso precisam fazer um curso na ACADEPOL (Academia de Polícia), onde tem aulas práticas (de tiro, condicionamento físico, etc). O piso salarial para um perito do Estado do Rio de Janeiro é R$ 6.850,00 (base 2010), mas o perito só trabalha um plantão por semana, o que lhe dá a oportunidade de ter outro emprego – isso agradou aos alunos!

José Neander palestrou sobre Neuropsicologia, um campo da Psicologia que trata de traumas causados por lesões cerebrais. Uma das curiosidades compartilhadas por ele é que atualmente há pesquisas experimentais que indicam que fumantes tem proteção para doença de Alzheimer (mas morrem mais de câncer), então doentes de Alzheimer estão sendo tratados com adesivos de nicotina (ainda em fase de teste).

Houve muitas outras palestras – sobre Medicina, Nutrição, Geologia, Agronomia, Design Digital, Análise de Sistemas, Arquitetura, Enfermagem, Música, Carreira Militar, entre outras. Na nossa página do Facebook temos muitas outras fotos: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.674143679329970.1073741856.282630528481289&type=1

Para terminar, o último slide da palestra do consultor Sérgio Paolo, “Escolhendo a carreira: dicas de um consultor”, com uma mensagem para quem ainda está escolhendo que carreira seguir.

Comente esta matéria.

Você precisa estar conectado para inserir um comentário.

Palas no Vestibular

Palas no Vestibular

Categorias

Seguidores no Twitter

RSS Feed

Fique ligado!
Assine nossas notícias via RSS Feed.